Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Benfica: o affaire entre Jesus e Vieira terá começado em fevereiro

Jorge Jesus tem uma cláusula de rescisão de dois milhões de euros; na Luz, terá à espera um contrato de cinco milhões por ano, um ordenado abaixo daquilo que ganha atualmente no Al-Hilal: sete milhões de euros por temporada.

Expresso

A 9 de maio de 2010, o Benfica de Jorge Jesus vence o Rio Ave por 2-1, na última jornada da Liga, e volta a sagrar-se campeão - já não o conseguia desde 2004/05

MIGUEL RIOPA/GETTY

Partilhar

Com Rui Vitória na corda bamba, após três derrotas seguidas, o Benfica parece estar a olhar para o passado e a pensar na possibilidade de reatar o velho “namoro” com Jorge Jesus, que orienta agora o Al-Hilal.

Segundo o “Record” e o “Correio da Manhã” esta terça-feira, os responsáveis encarnados veem com bons olhos o regresso de JJ à Luz. Melhor: desde fevereiro deste ano, ainda JJ estava à frente do Sporting, que esse cenário ficou em cima da mesa.

Em fevereiro último, mês em que Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus chegaram a acordo para colocar um ponto final no diferendo entre as águias e o antigo treinador do clube, o presidente do Benfica deixou uma promessa no ar: “Sei que um dia vais voltar ao Benfica”, terá dito a JJ, conta o “CM”.

Em entrevista à TVI na semana passada, o presidente das águias admitiu a possibilidade de voltar a ter um técnico que conquistou três títulos de campeão nacional: “Não ponho Jorge Jesus de lado, como não ponho outros”, disse.

Jorge Jesus tem uma cláusula de rescisão de dois milhões de euros; na Luz, terá à espera um contrato de cinco milhões por ano, um ordenado abaixo daquilo que ganha atualmente no emblema árabe: sete milhões de euros por temporada.