Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Herrera: “Tudo o que faço é para me sentir melhor comigo mesmo. Não é para ser mais bonito”

Para Herrera, a forma de lidar com as críticas mais ácidas à sua mudança de imagem passa pela compreensão, conta o jogador do FC Porto, em entrevista ao “El País” esta terça-feira

Expresso

Partilhar

O verão não foi fácil para Héctor Herrera. As suas contas nas redes sociais foram inundadas de insultos, piadas e memes, depois da mudança de imagem que escolheu fazer. Mas o jogador mexicano do FC Porto, em entrevista ao “El País” esta terça-feira, conta como levou tudo na “desportiva”.

“É a minha maneira de ser. Leio algumas coisas, alguns memes, que me fazem rir. As pessoas pensam que insultam, criticam, pensam que nos incomodam ou magoam mesmo. Mas quando falam de mim pela mudança de imagem é por algum motivo. Interessa-lhes a minha vida, o que eu faço, se vou ou não a seleção”, começou por dizer.

Para Herrera, a forma de lidar com as críticas mais ácidas passa pela compreensão. “Tudo o que faço é para me sentir melhor comigo mesmo. Não é para ser mais bonito. Muitos [colegas do FC Porto] perguntam-me: ‘Como aguentas? Eu leio e quero responder a toda a gente’. Eu respondo: ‘Tranquilos, entendo. Muitas vezes as pessoas estão stressadas e querem descarregar um bocado”, explicou o médio.

Ainda na mesma entrevista, Herrera discorreu sobre os méritos de Sérgio Conceição na conquista do último campeonato. “Sérgio Conceição, pela personalidade que tem, foi o fator mais importante para que o FC Porto voltasse ao lugar que merece. Tem esse ADN e transmitiu-o ao grupo. Foi o fator mais importante para voltarmos a ser campeões, a sermos uma equipa forte, competitiva”, disse o médio.

Conceição, admite Herrera, deu-lhe também o lugar que merecia na equipa do FC Porto. “Ele ter vindo foi o melhor que me aconteceu. Estou-lhe grato, como a Osorio [selecionador mexicano]. Fizeram-me sentir importante. Deram-me o lugar que acho que mereço”, confessou.