Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Patrick Vieira: “Assinei contrato com o Benfica e poucas horas depois foi-me comunicado que seria emprestado ao Vitória. Fiquei frustrado”

Vieira foi um dos jogadores cuja transferência esteve a ser investigada pela Polícia Judiciária por suspeitas de ter sido aliciado para favorecer os encarnados em num jogo, em 2015

Expresso

MB Media

Partilhar

Patrick Vieira é um jogador do Benfica que, na realidade, nunca entrou em campo pelos encarnados. Em 2017, foi comprado ao Marítimo, mas horas depois foi logo cedido ao Vitória de Setúbal. Vieira foi também um dos jogadores cuja transferência esteve a ser investigada pela Polícia Judiciária por suspeitas de ter sido aliciado para favorecer os encarnados em num jogo. Esta época o lateral brasileiro está a jogar pelo Santa Clara, equipa que o Benfica vai defrontar amanhã.

“Nunca faria algo fora da lei, não é da minha índole. Lembro-me de que, na ocasião, muitos amigos aconselharam-me a fazer um comunicado sobre o assunto. Eu, no entanto, nunca devi nada a ninguém e entendi que não precisava de responder a quem quer que fosse. A verdade sempre aparece naturalmente”, garantiu, em entrevista à “Bola” esta quinta-feira.

“Doeu muito ver o meu nome envolvido em suspeitas de viciação de resultados”, chega a confessar o jogador, que atribui a “pessoas maldosas” as origens das suspeitas.

No verão de há dois anos, a transferência de Patrick Vieira nem chegou a ser anunciada pelo clube. O jogador nunca trocou duas palavras com Rui Vitória. “Assinei contrato com o Benfica e poucas horas depois foi-me comunicado que seria emprestado ao V. Setúbal. Disseram-me que a equipa tinha o Nélson Semedo e também o André Almeida e que teria poucas oportunidades na pré-época. Quando ouvi isso, admito, senti uma grande frustração”, revelou.

Apesar desta situação, Vieira disse não guardar mágoa à equipa encarnada. “Quando deixei o Marítimo esperava mesmo ter uma oportunidade no Benfica. Sinto que não fui útil ao Benfica. Quero sempre mostrar-lhes que estou bem, que tenho valor. Na verdade, também quero mostrar para mim mesmo que tenho esse valor. Isso mexe com um jogador, não é?... Mas respeito muito o Benfica. Acima de tudo, vai ser um jogo muito importante para o Santa Clara, um jogo para consolidar o nosso trabalho”, disse.