Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Faltou mostrar amarelo a Zakarya? Cleyton faz falta sobre Marega na área? Gonçalo Silva merecia o vermelho? O que dizem os especialistas

O juiz da partida, Luís Godinho, cometeu alguns erros e escapou-se a outros mais graves graças ao vídeo-árbitro

Expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

Na quarta-feira à noite, o FC Porto derrotou o Belenenses por 3-0, mas o resultado poderia ainda ter sido mais expressivo. O juiz da partida, Luís Godinho, cometeu alguns erros e escapou-se a outros mais graves graças ao vídeo-árbitro.

“Num jogo que não teve problemas de maior, [o árbitro] revelou as endógenas fragilidades e, como a generalidade dos colegas, valeu-lhe a ‘playstation’ (VAR)”, escreve Jorge Coroado, no “Jogo” esta quinta-feira.

Minuto 27. Faltou mostrar cartão amarelo a Zakarya?

“Zakarya faz uma entrada negligente merecedora de cartão amarelo”, aponta Fortunato Azevedo, opinião subscrita também pelos outros dois especialistas em arbitragem do “Jogo”.

“O defesa dos azuis foi ultrapassado por Éder Militão e entrou, em carrinho, sobre o lateral do Porto. As imagens sugerem que a infração devia ter sido penalizada com advertência”, escreve Duarte Gomes, na “Bola”.

Minuto 31. Cleyton faz falta sobre Marega na área?

“Cleyton toca no pé de Marega antes de eventualmente ter jogado a bola: derrube merecedor de penálti que o árbitro e o VAR, ambos da mesma igualha, não viram”, escreve Jorge Coroado.

José Leirós, contudo, defende que não há motivo para penálti. “Cleyton não rasteirou Marega, cortou e jogos a bola, o contacto seguinte é casual e natural. Boa decisão”, apontou.

Já Duarte Gomes, na “Bola”, defende que Cleyton “apenas tocou a bola”. “Boa decisão do juiz de Évora”, sentencia.

Minuto 87. Gonçalo Silva merecia o cartão vermelho?

“Não ia assinalar falta, o assistente comunicou-lhe e ele emendou, assinalando livre direto. O VAR mostrou-lhe as imagens e corretamente puniu com vermelho, pois Fernando ficava isolado”, escreve José Leirós. Os outros dois especialistas em arbitragem do “Jogo” apontam também no mesmo sentido.