Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

“No futebol há tanta matéria para ser julgada e depois queixam-se que os autocarros são apedrejados.” Benfica processa João Koehler

Águias queixam-se de "graves difamações" e de “uma intervenção absolutamente intolerável e de incentivo a atos de violência"

Expresso

João Rafael Koehler, Presidente da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE)

Rui Duarte Silva

Partilhar

O Benfica vai processar o empresário João Rafael Koehler devido a comentários feitos sobre o apedrejamento do autocarro da equipa antes do jogo com os dragões, avança o “Record” este domingo. Águias queixam-se de "graves difamações" e de “uma intervenção absolutamente intolerável e de incentivo a atos de violência".

Em declarações na “SIC Notícias” no sábado, o empresário afirmou que “a situação[ de apedrejamento] mais grave até foi em Lisboa, quando tentaram incendiar o autocarro da equipa de hóquei em patins do FC Porto no qual podia ter morrido toda a gente”.

“Isto, sim, foi grave, não se compara com meia dúzia de pedras”, disse.

Segundo João Koehler, o Benfica pôs-se “a jeito” para que o incidente de ontem acontecesse: “No futebol português há tanta matéria para ser julgada... um sentimento de impunidade e depois queixam-se que os autocarros são apedrejados. É algo que não devia acontecer mas, como se diz no Porto, põem-se a jeito”.