Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

PSG de cabeça perdida: Neymar tentou invadir balneário do árbitro, Nasser Al-Khelaifi visto a dar pontapé numa porta

O avançado brasileiro terá tentado, após o apito final do jogo frente ao United, entrar no balneário do árbitro, Damir Skomina. Não chegou a fazê-lo porque o próprio pessoal do PSG o impediu

Expresso

Christian Hartmann

Partilhar

O aprumo moral por vezes cai, quando as expectativas não correspondem à realidade. Com a eliminação (surpresa) do Paris Saint-Germain da Champions, Nasser Al-Khelaifi viu, mais uma vez, o seu projeto megalómano e sonho europeu cair pelo chão - com estrondo. Ganhar campeonatos em França nunca foi o objetivo do Qatar, ao investir no clube parisiense. O plano - e motivo pelo qual foram feitos investimentos significativos ao contratar Neymar e Mbappé - foi sempre a Liga dos Campeões.

De acordo com vários desportivos, o líder do PSG foi visto a pontapear uma porta, após a derrota como o Manchester United por 3-1. Um momento de pouco “fair-play” e muita frustração.

Outro dos grandes irritados com a derrota do PSG foi Neymar. O brasileiro, que está lesionado num metatarso, foi até às redes sociais, depois do final do encontro, queixar-se do VAR e que tinha ficado por assinalar um penálti, soube-se na quinta-feira. “É uma vergonha. Põem quatro tipos que não sabem de futebol a analisar uma jogada”, atiro.

Contudo, a fúria de Neymar parece ter sido ainda maior, contam os jornais franceses esta sexta-feira. O avançado terá tentado, após o apito final do jogo, entrar no balneário do árbitro, Damir Skomina. Não chegou a fazê-lo porque o próprio pessoal do PSG o impediu.