Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Matheus Pereira: “Ainda não tive uma verdadeira oportunidade no Sporting”

Em entrevista ao “Record” esta segunda-feira, Matheus Pereira confessa que sente que não teve uma “verdadeira oportunidade” no Sporting, destaca alguns pontos positivos da experiência no Nuremberga, elogia Frederico Varandas e garante que a cidadania portuguesa está para breve

Expresso

TF-Images/Getty

Partilhar

Matheus Pereira, extremo do Sporting emprestado ao Nuremberga, foi um jogadores com mais destaque na pré-época dos leões, mas não convenceu Peseiro. O jovem acabou por rumar à Alemanha.

Em entrevista ao “Record” esta segunda-feira, confessa que sente que não teve uma “verdadeira oportunidade” no Sporting, destaca alguns pontos positivos da experiência no Nuremberga, elogia Frederico Varandas e garante que a cidadania portuguesa está para breve.

“Ainda não tive uma verdadeira oportunidade”

“Eu também posso ter cometido erros em algum momento. Por aquilo que tenho visto ao longo dos anos, o que me tem faltado no Sporting é regularidade. Nunca tive uma sequência de 5 ou 6 jogos. E não porque não quisesse... Tenho esse objetivo [de me afirmar] estabelecido no futuro e quero conquistar coisas importantes pelo Sporting. É a minha casa, onde cresci, e penso que ainda não tive uma verdadeira oportunidade”, diz.

Experiência no Nuremberga

“Adquiri experiência, conheci um campeonato diferente e melhorei algumas coisas. Coletivamente está complicado e é uma situação nova para mim, mas encaro-a com naturalidade porque, na verdade, faz-nos crescer e dá-nos outra perspectiva”, diz.

Frederico Varandas

“Daquilo que conheço do dr. Varandas, posso dizer que é um grande sportinguista. O sangue dele é verde [risos]. O presidente está a lutar pelos direitos do clube, a fazer o melhor para alavancá-lo. Está a fazer um trabalho positivo e penso que as pessoas precisam de ter um pouco mais de calma e deixá-lo à vontade para fazer o seu trabalho. Quem o conhece acredita que tem capacidade para liderar um clube como o Sporting. Por isso, faço uma avaliação positiva”, diz

Cidadania Portuguesa… para breve

“A verdade é que estou em Portugal há 12 anos. O Jovane está há muito menos tempo e já tem cidadania... Não estou a dizer que há algum problema com ele, porque não há, mas é estranho e até um pouco chato. Mas penso que agora o processo está para breve”, diz.