Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bem anulado o golo do Feirense? Penálti sobre Pizzi foi bem assinalado? Florentino devia ter sido expulso? O que dizem os especialistas

João Pinheiro, o juiz da partida, contribuiu de forma negativa para o resultado do encontro. “A anulação de um golo aos 20’ e o penálti marcado aos 36’, entre outros graves lapsos, marcam negativamente o trabalho de João Pinheiro e de Bruno Paixão como VAR”, escreve Fortunato Azevedo, especialista em arbitragem do “Jogo”

Expresso

Getty

Partilhar

No domingo à tarde, o Benfica voltou a garantir a liderança do campeonato, com uma vitória frente ao Feirense por 4-1. Contudo, o jogo não foi tão fácil como o resultado final parece indicar. João Pinheiro, o juiz da partida, contribuiu de forma negativa para o resultado do encontro. “A anulação de um golo aos 20’ e o penálti marcado aos 36’, entre outros graves lapsos, marcam negativamente o trabalho de João Pinheiro e de Bruno Paixão como VAR”, escreve Fortunato Azevedo, especialista em arbitragem do “Jogo”.

Minuto 20. Bem anulado o golo do Feirense?

“Não há qualquer irregularidade de fora de jogo. Ghazal não está adiantado e está em linha com todos os adversários. Tem apenas o braço fora dessa linha, que não é punível. Não devia ter sido recomeçado o jogo da forma como foi e devia o golo ter sido validado”, defende José Leirós, no “Jogo”. A mesma opinião é também subscrita pelas dois outros especialistas em arbitragem do desportivo.

Já os especialistas de “Record” acusam João Pinheiro de ter errado. “Golo do Feirense anulado pelo assistente, punindo fora-de-jogo. Pelas imagens, não é possível ao VAR tomar outra decisão, validando a decisão do assistente. O jogador do Feirense tenta jogar a bola, passando pela linha de visão do guarda-redes. Aceito a decisão”, escreve Marco Ferreira.

Minuto 37. Penálti sobre Pizzi foi bem assinalado?

“Aprendi desde pequenino na arbitragem que a entrada por cima é pé em riste e jogo perigoso. Foi o que Pizzi efetuou. Ghazal tocou-lhe já em retração do movimento. Pizzi, inteligente, fez a receção ao solo, deu um passo e deixou-se a cair. Com o VAR que era, não nos admiramos pelo penálti”, aponta Jorge Coroado, no “Jogo”.

“Pizzi consegue antecipar-se a Aly Ghazal, tocando a bola. O jogador do Feirense, quando tenta chutar a bola, acaba por apenas acertar no pé direito do médio do Benfica. Penálti bem sancionado”, entende Jorge Faustino, em “Record”.

Minuto 47. Florentino devia ter visto o cartão vermelho?

“Florentino, focado na bola, pisa inadvertidamente o pé de João Silva. Ação difícil de observar, que escapou à equipa de arbitragem. Ficou pontapé de penálti por sancionar favorável ao Feirense”, escreve Jorge Faustino, em “Record”.

“Jogada perfeitamente legal. Há um toque de pés numa disputa, mas o juízo de nada assinalar é positivo”, aponta Fortunato Azevedo, no “Jogo”.