Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Coentrão: “Se pudesse explicar tudo iriam entender a situação em que fiquei a 31 de agosto”

No domingo à noite,Coentrão foi aplaudido pelos adeptos do Sporting em Alvalade. “É sempre bom voltar a casa. Toda a gente sabe, e não é segredo para ninguém, que eu tenho um grande carinho pelo Sporting”, confessou.

Expresso

Getty

Partilhar

Depois de na época passada ter alinhado pelo Sporting, Fábio Coentrão regressou, no domingo, a Alvalade, desta feita com a camisola do Rio Ave. Em declarações aos jornalistas no final do encontro, O jogador vila-condense lembrou a sua passagem pelos leões.

“No início da época, passaram-se muitas coisas com a minha rescisão do Real Madrid e, se pudesse explicar tudo, iriam entender a situação em que eu fiquei a 31 de agosto. Mas o mais importante é que, ao olhar para trás, tive uma carreira bonita, cheia de títulos e joguei no melhor clube do mundo. Agora estou no Rio Ave e amo este clube”, disse.

Coentrão foi aplaudido pelos adeptos do Sporting em Alvalade. “É sempre bom voltar a casa. Toda a gente sabe, e não é segredo para ninguém, que eu tenho um grande carinho pelo Sporting”, confessou.

Questionado sobre a época que os leões estão a fazer, Coentrão deixou elogios ao trabalho realizado. “Toda a gente sabia que esta ia ser uma época complicada para o Sporting, depois de tudo o que se passou, mas, felizmente, conquistaram já uma Taça da Liga e estão na final da Taça de Portugal. Pode vir a ganhar dois títulos e pode ser um balanço muito positivo”, disse.