Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Cactus, o cão que se infiltrou numa maratona no deserto (e está a dominar a competição)

A maratona das Areias, uma das provas mais difíceis do mundo na modalidade, que arrancou no domingo passado e termina no sábado, conta este ano com um “atleta infiltrado”

Expresso

Partilhar

Há quem se prepare durante anos para uma maratona no deserto, prova que lhe poderá custar a vida, mas também existe quem se infiltre na competição, de surpresa e sem treino em particular, e passe a ser o centro das atenções. No desporto, o fator surpresa pode sempre fazer a diferença, diz-se. Se o competidor infiltrado tiver quatro patas, então, todos podem mesmo ser apanhados em falso.

A maratona das Areias, uma das provas mais difíceis do mundo na modalidade, que arrancou no domingo passado e termina no sábado, conta este ano com um “atleta infiltrado”, conta o “The New York Times”.

Um cão, que entretanto foi batizado de Cactus, juntou-se aos atletas no segundo dia de prova (segunda-feira) e deste então tem corrido todas as etapas. E em algumas fez registos muito superiores aos dos desportistas humanos.

Na quarta-feira, escreve o “NYT”, enquanto os 800 atletas (humanos) precisaram de 31 horas para fazer uma etapa de cerca 75 quilómetros, o cão só precisou de 11 horas e 15 minutos - sendo que pelo meio ainda atravessou uma tempestade de areia. (Escusado será dizer que a prestação de Cactus na competição já se tornou um fenómeno viral na internet.)

Até agora, Cactus já correu quase 140 quilómetros, desde que abandonou a sua terra natal. “Tenho a certeza que ele está a adorar”, escreveu Karen Hadfield, a “dona” do cão, no “Facebook” da competição. Hadfield é gestora de um complexo turístico onde Cactus mora. O cão está habituado a fazer cerca de 38 quilómetros por dia “só por diversão”, disse.

Nos últimos dias, os atletas têm partilhado alimentação e dormida com Cactus; em declarações ao "NYT", alguns contaram que o cão ajudou-os a encontrar o melhor caminho a seguir, durante a competição.

A última etapa da maratona ocorre no sábado e Hadfield deverá estar na reta final da competição para recuperar Cactus.