Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Kane fez o discurso da reviravolta, Pochettino ouviu

No final da primeira parte do encontro, foi Harry Kane quem discursou no balneário, motivou a equipa dirigida por Mauricio Pochettino

Expresso

MARTIN BERNETTI

Partilhar

Por estar lesionado, Harry Kane não jogou frente ao Ajax. Mas isso não quer dizer que não tenha contribuído para o resultado final da partida, para a vitória do Tottenham, na segunda meia-final da Liga dos Campeões. Quem o revelou foi Kieran Trippier.

No final da primeira parte do encontro, foi Harry Kane que discursou no balneário, motivou a equipa dirigida por Mauricio Pochettino. Assim o Tottenham virou o jogo.

“Não sei como está a lesão dele, mas obviamente esperamos que regresse depressa porque ele é muito importante. Ao intervalo falou connosco e garantiu que nós conseguíamos jogar melhor. Claro que todos sabíamos disso, mas era o que precisávamos de ouvir, precisávamos daquele sinal de liderança. Ele não estava feliz pela forma como estávamos a jogar”, contou Trippier, no final do encontro.

“O Harry acabou por nos dar uma motivação extra porque a presença dele é muito importante”, frisou.