Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bem anulado o golo do Rio Ave? Florentino faz penálti sobre Gabrielzinho? Coentrão devia ter sido expulso? O que dizem os especialistas

“O jogo não merecia a pior arbitragem da época com erros inadmissíveis de uma equipa de arbitragem experiente”, escreve Marco Ferreira, especialista em arbitragem, no “Record” esta segunda-feira

Expresso

Gualter Fatia

Partilhar

O Benfica está a um ponto da conquista do campeonato. No domingo à noite, derrotou o Rio Ave por 3-2. O resultado final, contudo, pode ter ficado manchado por algumas más decisões do árbitro Hugo Miguel.

“O jogo não merecia a pior arbitragem da época com erros inadmissíveis de uma equipa de arbitragem experiente. Disciplinarmente acumulou vários erros sem critério e tecnicamente ficou bem patente a falta de qualidade. Não assinalou um penalti claro numa jogada que culmina em golo do Benfica em clara posição de fora de jogo. Var não existiu acompanhando a má arbitragem”, escreve Marco Ferreira, especialista em arbitragem, no “Record” esta segunda-feira.

Minuto 24. Tarantini estava fora de jogo?

“No momento do cabeceamento de Rúben Semedo, Tarantini estava à frente da linha defensiva do Benfica. Lance bem avaliado pelo árbitro assistente. Golo corretamente invalidado”, aponta Jorge Faustino, no “Record”.

“Tarantini, quando lhe passaram a bola, estava adiantado em relação ao penúltimo defensor. Fora de jogo bem assinalado”, escreve Jorge Coroado, no “Jogo”.

Minuto 46. Florentino faz penálti sobre Gabrielzinho antes do segundo golo do Benfica?

“Florentino empurra Gabrielzinho fora da área, em cima da linha e dentro. É claramente falta merecedora de marcação de penálti que o árbitro não assinalou”, escreve Fortunato Azevedo, no “Jogo”.

“Félix marcou golo tirando vantagem de posição inicial de fora de jogo. Também a jogada do golo se iniciou com uma recuperação de bola em falta (Florentino sobre Gabrielzinho). Dois motivos para invalidar. Erro grave”, disse também Jorge Faustino, no “Record”.

Minuto 74. Coentrão devia ter sido expulso?

“Coentrão tem um comportamento antidesportivo quando puxa os calções de Samaris, com o jogo interrompido, que deveria ser punido com cartão amarelo e consequente vermelho por acumulação. Má decisão”, escreve Marco Ferreira, no “Record”.