Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

“Olá, eu sou o fã lituano do Ronaldo que está com ele na foto da vossa primeira página. Bebi uma cervejas para ganhar coragem”

A noite de terça-feira ficou marcada pelos quatro golos de Cristiano Ronaldo na Lituânia, mas também por uma invasão de campo de um adepto lituano. A história é do jornal “A Bola”

Tribuna Expresso

Ints Kalnins

Partilhar

No momento em que Cristiano Ronaldo se preparava para descansar, depois da missão cumprida, um adepto lituano invadiu o relvado e ajoelhou-se à sua frente para lhe pedir uma selfie. O jornal “A Bola” escolheu essa imagem para ilustrar a sua edição do dia seguinte. Dias depois, o diário desportivo recebeu um curioso e-mail.

“Olá, eu sou o fã lituano do Ronaldo que está com ele na foto da vossa primeira página. Quero muito comprar esta edição, é possível enviarem para a Lituânia? Podem ajudar-me?” E foi desta forma que Audrius Gadeikis, 25 anos, dono de um negócio de carne fumada, explicou aquele instante que, para ele, foi uma eternidade.

A tal primeira página

A tal primeira página

“Sou um grande fã de Ronaldo e o meu sonho é fazer uma selfie com ele. Quando soube que Portugal vinha jogar à Lituânia comprei logo bilhete com o claro objetivo de fazer o que fiz: entrar a correr no relvado e tentar tirar a selfie. Bebi umas cervejas antes, para ganhar coragem, e corri por ali fora... Vou ser sincero, nunca pensei que conseguiria chegar ao pé dele, mas não foi assim tão difícil”, recorda. “Não lhe disse grande coisa, apenas que ele é o meu deus, o que encaixa perfeitamente na frase da vossa manchete (“Nosso senhor dos golos”), e que não tinha más intenções, só queria fazer uma selfie. Ele não se importou e até pediu aos seguranças para deixarem, mas um tipo da UEFA, muito zangado, tirou-me o telemóvel... Depois fui algemado e levado pela polícia e paguei uma multa de 30 euros. Estou a planear ir a um dos próximos jogos de Portugal, talvez com o Luxemburgo, para tentar de novo. E quero muito a edição em papel do vosso jornal para colocar numa moldura em casa”, disse, sempre bem-disposto.