Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Real Madrid pede aos jogadores que tenham cuidado com as redes sociais

O clube merengue está preocupado com a onda de assaltos às casas dos seus atletas e pede contenção na divulgação de imagens e outras informações

Tribuna Expresso

OSCAR DEL POZO

Partilhar

Thomas e Casemiro foram as mais recentes vítimas dos assaltos a domicílios de jogadores e treinadores das principais equipas de Espanha. O jogo entre Atlético e Real Madrid do passado sábado foi cúmplice do golpe ao brasileiro, no qual apenas foram roubados bens materiais. A família do médio estava em casa mas por sorte não se apercebeu de que estava mais alguém no local.

De acordo com o jornal “Marca”, o clube de Madrid está a tentar ajudar a orientar os seus jogadores (Benzema, Lucas Vázquez, Asensio, Isco) e mesmo Zidane. A primeira e mais importante das recomendações tem a ver com a moderação na utilização das redes sociais, em especial quando fazem referência aos pertences, bem como na exibição do interior e do exterior das suas casas, o que ajuda os ladrões a localizar e a estudar ao detalhe as vivendas dos atletas.

Também lhes foi pedido para não publicitar viagens particulares, inclusive quando o fazem por questões publicitárias. Em seguida, como é lógico, devem aumentar as medidas de segurança. A vigilância privada é uma medida dissuasora que dificulta ao máximo a possibilidade de serem assaltados.

A onda de assaltos está a afetar jogadores de diferentes equipas. Contando com Casemiro e Thomas, já são 15 os jogadores que sofreram assaltos em casa por toda a Espanha. Barcelona, Madrid, Valência e Sevilha foram as cidades escolhidas. Para além dos dois atletas do Real Madrid, Morata, Piqué, Alba, Boateng, Joaquín, Garay, Gabriel Paulista e mesmo o português William Carvalho são apenas alguns exemplos das vítimas de roubo.