Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Lentidão dos apanha-bolas vale multa ao Benfica

O Conselho de Disciplina da FPF multou o Benfica devido a “comportamento incorreto dos apanha-bolas” durante o jogo com o V. Setúbal

Tribuna Expresso

Gualter Fatia

Partilhar

O Benfica foi multado em 1020 euros devido ao comportamento dos apanha-bolas no jogo contra o V. Setúbal, após o golo de Carlos Vinícius que deu vantagem às águias.

“Os apanha-bolas após o golo do Benfica passaram a demorar mais tempo do que os três segundos regulamentares na reposição de bola em jogo, tendo sido uma vez solicitado a um apanha-bolas que devolvesse a bola, o que causou atraso no reinício do jogo”, pode ler-se no jornal “A Bola”, com base nos relatórios do árbitro e dos delegados da liga.

No mesmo documento, de acordo com o relatório do árbitro, a expulsão de Adel Taarabt, com vermelho direto, é justificada pela “prática de jogo violento”, nomeadamente um “tackle com força excessiva, pondo em perigo a integridade física do adversário”.

A abertura de um eventual processo sumário pelo facto de o árbitro Tiago Martins ter sido supostamente atingido por uma moeda atirada por adeptos, o comunicado do CD da FPF apenas refere que “foram solicitados os relatórios de policiamento desportivo”, de forma a “esclarecer o conteúdo dos relatórios do árbitro e dos delegados da liga”.