Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Quis ser o Super-Homem e agora nem consegue correr

Cam Newton é uma estrela da NFL, a liga de futebol americano. Levou o corpo ao limite, escondeu um problema no pé esquerdo e agora está gravemente lesionado

Tribuna Expresso

Icon Sportswire

Partilhar

Cam Newton publicou um vídeo no Youtube para desabafar. O quarterback dos Carolina Panthers é um dos mais conceituados jogadores da NFL, conhecido como “Super Cam” por comemorar os touchdowns como se fosse o Super-Homem. Agora, está lesionado e mal consegue correr.

A origem dos problemas atuais está no facto de Newton ter escondido a lesão de companheiros e treinadores para poder jogar mais. Agora, chegou a um ponto sem retorno. "Eu não posso correr. Uma coisa é ter a habilidade para correr e escolher não o fazer; outra é ter a oportunidade de correr e não conseguir", admitiu com tristeza.

O jornal “Record” diz-nos que este quarterback é um dos mais atléticos de uma liga recheada de músculos. Na pré-época, Newton foi submetido a uma cirurgia ao ombro para tratar uma lesão que o perseguia há anos, conseguiu superá-la, mas as dores no pé esquerdo agudizaram-se e este ano participou em apenas dois jogos dos Panthers.

"Os meus treinadores perguntavam-me se estava bem para jogar e eu, com o meu 'título' de Super-Homem, dizia que sim. 'Estou bem, deixe-me jogar'. Mas no fundo ouvia uma voz que dizia 'não estás tão bem como pensas, mas podes continuar'. E foi o que eu fiz, continuei."

Newton tem agora 30 anos e já não tem oportunidade de comemorar ao estilo Super-Homem desde outubro de 2017. O gesto chegou a causar polémica, com os adversários a considerarem-no provocatório. Em 2014, os jogadores dos Carolina Panthers e dos New Orleans Saints envolveram-se numa cena de pancadaria, após o festejo de Cam Newton.