Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Wendel jantou até tarde, furou o recolher obrigatório e ficou na bancada

O jogador brasileiro desrespeitou uma norma interna do Sporting que impõe um limite horário para recolher a casa

Tribuna Expresso

Carlos Rodrigues/Getty

Partilhar

Quando foi divulgada a convocatória do Sporting para o jogo de ontem com o Vitória de Guimarães, a ausência de Wendel ergueu sobrolhos. O jovem jogador é habitualmente titular, como o havia sido no jogo com o Rosenborg, para a Liga Europa, em que esteve 88 minutos em campo. Em Alvalade, a ausência do brasileiro era uma pura e simples opção.

Segundo o jornal “A Bola”, a não-convocação foi tudo menos pura e simples. O camisola 37 infringiu o regulamento interno do clube, que obriga os jogadores o recolherem até às 23 horas. A essa hora, na sexta-feira passada, estava o atleta à espera de mesa num conhecido restaurante da Avenida da Liberdade, em Lisboa.

Essa informação chegou aos capitães de equipa e aos técnicos e dirigentes que de pronto castigaram o jogador. Para além da ausência no jogo de ontem, Wendel teve de pagar uma multa. “Tem de perceber que os valores coletivos se sobrepõem às individualidades”, disse Jorge Silas, sem que explicasse o significado da frase. Conclui-se agora que o treinador do Sporting se referia a um jantar fora das horas recomendadas.