Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Vitória diz que o comportamento do Sporting é “disciplinarmente censurável”. Varandas sabe que 14 vitorianos treinaram

O Vitória de Setúbal emitiu, esta sexta-feira, um comunicado a criticar duramente o comportamento do Sporting por não aceitar adiar a partida entre as duas equipas

Tribuna Expresso

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

O clube sadino não esconde a surpresa e a indignação perante a recusa do Sporting em adiar o jogo entre as duas equipas, relativo à 16.ª jornada e agendado para sábado, às 20:30. Em causa estará um surto gripal que está a afetar a maior parte do plantel sadino. O Vitória assume ainda que não vai realizar estágio para a partida.

No comunicado, emitido esta manhã, o clube de Setúbal considera que “impor que o Vitória FC jogue nestas condições significa colocar em causa a integridade da competição”. Sobre o clube leonino, os dirigentes do Vitória consideram que “o Sporting CP adota um procedimento disciplinarmente censurável pois tem por objetivo, única e exclusivamente, obrigar o Vitória FC a apresentar em campo uma equipa notoriamente inferiorizada”, acrescentando que o clube de Alvalade “consubstancia uma violação grosseira dos princípios da boa-fé que se impõem no relacionamento entre clubes”.

De acordo com o jornal “A Bola”, Frederico Varandas pediu ao Vitória de Setúbal acesso ao boletim clínico mais detalhado do emblema do Sado. O pedido foi rejeitado pelo Vitória e uma fonte ligada ao Sporting mesma fonte assegura que Varandas tem a informação de que o emblema do Bonfim treinou na quarta-feira com 14 jogadores em pleno.