Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Fraturas em Barcelona: Abidal atira-se aos jogadores, Messi chamou-lhe irresponsável

O Barça vive dias complicados desde que Valverde foi despedido. O conflito entre Leo Messi e Eric Abidal simboliza o que vai mal na Catalunha

Tribuna Expresso

Velhos tempos

PATRIK STOLLARZ

Partilhar

Em Barcelona já se viveram dias mais pacíficos. E não se trata da eterna luta entre independentistas catalães e defensores da união espanhola. Dentro do famoso Barça, têm-se vivido tempos de tumulto. Nos últimos dias, tem estado em destaque o conflito entre Éric Abidal, antigo jogador e atual secretário técnico do clube, e o astro da equipa, Lionel Messi.

Abidal explicou, numa entrevista ao jornal “Sport”, o processo que levou ao despedimento de Ernesto Valverde. O dirigente explicou que, após o clássico com o Real Madrid, começaram os conflitos no balneário: “Muitos jogadores não estavam satisfeitos nem trabalhavam muito e havia também um tema de comunicação interna. A relação entre o treinador e os jogadores tinha sido sempre boa, mas há coisas que, como ex-jogador, consigo sentir. Comuniquei ao clube o que achava e era preciso tomar uma decisão”.

No Instagram, Messi respondeu com dureza ao ex-companheiro: “Sinceramente não gosto de fazer estas coisas mas creio que cada um tem de ser responsável pelas suas tarefas e decisões. Os jogadores daquilo que se passa no relvado, sendo os primeiros a reconhecer quando não estão bem. Os responsáveis pela área na direção também devem assumir as suas responsabilidades e, acima de tudo, assumir as decisões que tomam. Por último, penso que, quando se fala de jogadores, é preciso referir nomes porque, senão, misturam-se todos e alimentam-se coisas que se dizem e não estão certas”.

A entrevista de Abidal foi dada depois de uma reunião com o presidente do clube, na qual Bartomeu renovou o seu apoio ao francês. No entanto, como tão amiúde acontece no futebol, as coisas mudam depressa. E, de acordo com o jornal “Marca”, o líder do Barcelona não anda satisfeito com o seu secretário técnico há algum tempo.

As declarações de Leo Messi provocaram um novo incêndio – ou reacenderam o já existente – e abrem as portas a uma nova crise institucional. Quanto ao futuro de Abidal no conjunto catalão, aceitam-se apostas.