Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

CMVM com dúvidas acerca de negócios de Luís Filipe Vieira

As incertezas da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários em relação aos negócios do presidente do Benfica podem travar OPA

Tribuna Expresso

JOSÉ SENA GOULÃO

Partilhar

De acordo com o “Jornal de Notícias”, há três meses que a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) envia perguntas ao Benfica SGPS sobre Luís Filipe Vieira e outros acionistas da SAD, relacionadas com a Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada em novembro.

Segundo o diário sediado no Porto, ainda não houve luz verde para a operação porque o regulador dos mercados tem dúvidas quanto a preços e possíveis conflitos de interesses. Um dos casos tem a ver com a ligação empresarial entre o presidente das Águias e José António dos Santos, o maior acionista privado da sociedade desportiva benfiquista (12,7%).

A última troca de informações entre a CMVM e os envolvidos está relacionada com esta dupla de detentores de participações, tendo em conta que são sócios nas imobiliárias Sul Crescente e Palpites e Teorias.

José António dos Santos reforçou recentemente a participação na SAD do Benfica, tendo comprado, na segunda-feira, segundo informação veiculada pelo jornal “Público”, “largas centenas de milhares de euros” em ações.