Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Rudy Gobert gozou e tocou em todos os objetos que tinha à sua frente antes de testar positivo para o Covid-19 (com vídeo]

A atitude provocatória do jogador dos Utah Jazz já lhe valeu críticas. A sua condição levou à suspensão dos jogos da NBA

Tribuna Expresso

Partilhar

Instagram

Rudy Gobert, desconhecido para a maioria do público em Portugal, tornou-se mediático por ser o primeiro jogador da NBA a testar positivo para o coronavírus, na passada quarta-feira. Segundo a cadeia norte-americana de televisão CBS, as ações de Gobert, antes ainda de se saber que a liga americana de basquetebol estava suspensa, geraram alarme e alguma revolta no mundo do desporto.

Com a proibição de acesso aos balneários pela comunicação social, as conversas dos jogadores com os jornalistas passaram a ser feitas a partir de um palanque, como nas conferências de imprensa. Na segunda-feira, Gobert esteve em diálogo com os média. No fim, numa atitude claramente provocatória, fez questão de tocar em todos os microfones e gravadores pousados em cima da mesa pelos jornalistas presentes. Aquilo que parecia ser uma mensagem de coragem em relação à doença, rapidamente foi interpretado como um gesto irresponsável e egoísta. Não se sabe ainda quantas pessoas tocaram nos objetos depois do jogador infetado.

Gobert já não participou no jogo de ontem dos Jazz mas a comunicação do clube limitou-se a chamar “doença” ao motivo da ausência. Mais tarde, ficou a saber-se que era mesmo coronavírus. O clube emitiu um comunicado na noite de quarta-feira explicando a situação sem que no entanto se referisse o nome de Gobert.

Após o adiamento do jogo entre os Utah Jazz e os Oklahoma City Thunder, os jogadores de ambas as equipas foram postos de quarentena nos respetivos balneários, de acordo com o site “The Athletic”, citado pela CBS. O próprio jornalista do órgão desportivo revelou que não iria sair de Oklahoma City e que iria fazer análises.