Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Cenário mais provável para a 1.ª liga: cancelada e sem campeão, diz o "Record"

Diário avança que Liga e Federação já assumem a pior das hipóteses. Médicos dos clubes do principal escalão só esperam um regresso à normalidade "em setembro". "A Bola" aponta para perdas, no mínimo, de 140 milhões de euros para os clubes

Tribuna Expresso

Quality Sport Images

Partilhar

O cenário mais provável para a 1.ª Liga portuguesa é mesmo o cancelamento das 10 jornadas que faltam para terminar o campeonato. É esta a notícia que faz manchete da edição deste domingo do diário "Record", que refere ainda que a Comissão Permanente de Calendários da Liga vai reunir-se esta segunda-feira, ainda que dessa reunião ainda não deva sair uma decisão definitiva.

No entanto, o diário avança que Liga e Federação já admitem "uma situação excepcional: 2019/2020 não ter um campeão nacional". Até porque os regulamentos dizem que, para haver campeão nacional, é necessário disputar duas voltas simétricas e neste momento não é possível saber quando podem as competições retomar.

Segundo o "Record", o cenário mais otimista da liga aponta para um retomar dos campeonatos "dentro de dois meses", mas médicos especializados dos clubes acreditam que a situação "só estará devidamente normalizada em setembro", o que não só impossibilitaria o fim da desta temporada como a preparação da próxima.

Perdas de centenas de milhões

Já "A Bola" coloca o foco nas perdas financeiras que se podem seguir ao possível cancelamento do campeonato. Usando cálculos da consultora Deloitte, prevê-se perdas de, pelo menos, 140 milhões de euros, 30% do valor total da liga, que é de 456 milhões de euros.