Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Dani Alves responde a discurso polémico de Bolsonaro

O jogador do São Paulo não gostou das palavras do presidente brasileiro sobre a covid-19

Tribuna Expresso

Amanda Perobelli

Partilhar

Na passada terça-feira, o presidente brasileiro surpreendeu o país num discurso sobre o novo coronavírus. Jair Bolsonaro pediu às autoridades estaduais e municipais que reabram escolas e comércio, acabando com o “confinamento em massa". Bolsonaro pediu mesmo um "regresso à normalidade", o que gerou a revolta de muitas figuras públicas, entre as quais o jogador do São Paulo, Dani Alves.

O antigo jogador do Barcelona disse que o presidente “deveria também prezar pelo bem do país e do povo”. “É um momento muito difícil para o mundo e para a nossa população, não nos devemos desfazer dessa situação, sobretudo se não temos cura para ela.” Dani Alves terminou a publicação com uma hashtag dizendo “fique em casa por amor ao próximo”.

Na mensagem ao país, Bolsonaro procurou sossegar o país, dizendo que a vida "tem de continuar" e que a situação "passará em breve". "Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o encerramento do comércio e o confinamento em massa. O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima de 60 anos. Então, por que fechar escolas," questionou o líder brasileiro, numa lógica pouco compreensível.