Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

“Quando falo do Jonas, fico com arrepios. Não era o mais rápido, o melhor driblador, mas... ”

Hany Mukhtar jogou pouco tempo com o brasileiro no Benfica mas foi o suficiente para marcar

Tribuna Expresso

Carlos Rodrigues

Partilhar

O alemão Hany Mukhtar não trará grandes lembranças ao benfiquista mais distraído, uma vez que a sua passagem pela Luz primou pela discrição. Apesar de ter feito apenas um jogo pela equipa principal, Mukhtar diz guardar boas memórias do Benfica, principalmente de um colega de equipa, que considera o melhor jogador com quem atuou.

“Quando falo do Jonas, fico com arrepios. Não era o mais rápido, o melhor driblador ou o mais dinâmico, mas nunca sabias o que ia sair a seguir daquele belíssimo pé, surpreendes-te sempre. Foi sempre muito divertido vê-lo jogar,” disse, em entrevista ao site “Goal”, citado pelo jornal “A Bola”.

O médio falou também do compatriota Weigl, assegurando que o atual jogador do Benfica vai gostar de viver na capital portuguesa. “Lisboa tem uma qualidade de vida especial. É um prazer, depois de um dia de trabalho duro, ires para a praia sem estar sentado durante horas num carro, ou até podes estar ao sol, na piscina. O Julian Weigl vai passar um bom tempo por lá,” garante.

Entretanto, a carreira de Mukhtar atravessou o Atlântico. Atualmente, o alemão joga no Nashville, da MLS, nos Estados Unidos.