Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Benfica. Depois de Pedrinho, veio a covid-19. Agora, chega a contenção

Face aos danos provocados pela Covid-19 à economia global, clube da Luz deve conter-se nas contratações

Tribuna Expresso

TIAGO MIRANDA

Partilhar

O jornal “A Bola” de hoje anuncia a nova aposta do Benfica: a contenção. Depois de Pedrinho, contratado ao Corinthians por 20 milhões de euros, a Luz entra numa fase de poupança, tendo em conta os efeitos previstos na economia global depois da passagem do “furacão” Covid-19.

As contratações ambiciosas, tão desejadas por Luís Filipe Vieira para criar uma equipa “europeia”, vão ter de esperar por melhores dias. Até porque muitas figuras de topo do desporto entendem que o futebol poderá ter de passar por uma reclassificação, com a inevitável desvalorização dos passes de jogadores. Os clubes terão de lidar com dívidas, falta de receitas, obrigações difíceis de cumprir e não terão os meios para gastar como gastavam.

Para o Benfica, se a contenção funciona no caso das entradas, a lógica diz que o mesmo acontecerá com as saídas. Da parte dos outros clubes, é de esperar a mesma contenção.