Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

“O Raúl de Tomás acabou por render mais do que quando entrou. Não falhámos”

Pedro Ferreira, chief scout do Benfica, comentou a contratação de Raúl de Tomás, que afinal não foi falhada, a vinda de Weigl e a atração dos jogadores pela camisola encarnada

Tribuna Expresso

NurPhoto

Partilhar

Pedro Ferreira é o chief scout do Benfica, o que significa que é ele quem coordena os olheiros que fazem chegar à Luz os relatórios sobre jogadores a contratar. Dos que chegam a jogar com a camisola do Benfica, alguns são bem-sucedidos, outros nem por isso. Como Raúl de Tomás, o avançado espanhol que chegou em julho e em janeiro saiu para o Espanhol.

Numa entrevista à plataforma "Vamos falar de futebol", citada pelo jornal “A Bola”, Pedro Ferreira falou sobre a contratação e rápida queda de Raúl de Tomás.

“O Raúl foi contratado por um valor muito alto e acabou por render mais do que quando entrou. Esse não é um problema para nós, sabemos que não falhámos a contratação pois identificámos o perfil. Pode não dar aqui, mas dará noutro lado”, disse.

Pedro Ferreira comentou também a contratação de Julian Weigl ao Borussia Dortmund.

“Sentimos que havia ali uma brecha, uma probabilidade de sucesso e arriscámos. Sentimos que podia reforçar a posição e fomos atrás dessa possibilidade, com as características que queremos.”

Ferreira tem também uma explicação para o facto de o Benfica conseguir atrair jogadores que atuam em campeonatos aparentemente mais competitivos.

“Os jogadores vêm para o Benfica, que joga em Portugal, mas que se quer comparar aos grandes europeus. Temos vencido mais do que a concorrência nos últimos anos e os jogadores sabem que aqui estão mais perto do sucesso.”