Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Durante anos, ajudou multimilionários a adquirir clubes de futebol. Quase foi princesa mas está prestes a ser rainha do desporto-rei

Amanda Staveley é uma milionária inglesa que namorou com o príncipe Andrew e aprendeu a fazer negócios no futebol. A sua influência pode estar prestes a tornar-se ainda mais visível

Tribuna Expresso

David M. Benett

Partilhar

Chama-se Amanda Staveley e é uma desconhecida dos adeptos de futebol. Talvez os leitores de revistas de sociedade a tenham visto nalgum número atrasado. Foi namorada do príncipe Andrew de Inglaterra e esteve muito perto de casar com ele. Entretanto ajudou vários multimilionários do Médio Oriente a comprar clubes de futebol.

No início de 2009 descreveram-na como “a mulher bonita que abalou o jogo bonito”. Tudo por causa da sua influência considerável nos bastidores do futebol. Em 2020, 11 anos mais tarde, Amanda Staveley continua no jogo – bonito ou não – e pode estar a adquirir ainda mais protagonismo, graças a um negócio a envolver o Newcastle United. A possibilidade de venda do clube do Nordeste de Inglaterra tem sido intermitente, mas Staveley está atenta e pode vir a tornar-se dona de uma das mais importantes instituições desportivas do Reino Unido.

Recuemos novamente, com a ajuda do “Daily Mail”. Em 2000, Amanda Staveley afirmou: “Não tem a ver com dinheiro. Não interessa se eu estiver a ganhar 8 milhões ou 200 milhões. Apenas quero ir para a cama à noite e dizer que fiz um bom trabalho”. Se 8 milhões de libras forem “peanuts” para a senhora, os adeptos do Newcastle esperam que ela invista muito mais no mercado de transferências. Principalmente se considerarmos que a sua fortuna ascende a 115 milhões de libras.

Staveley conheceu o príncipe Andrew em 2001, nos Emirados Árabes Unidos. Durante a sua relação, conseguiu fugir ao interesse constante dos tabloides, mesmo quando recusou a proposta de casamento do Duque de Iorque, em 2003. Diz-se que a Família Real via com bons olhos a união. Acima de tudo, graças ao relacionamento, Staveley fez muitos contactos.

Em 2011, casou-se com Mehrdad Ghodoussi, um iraniano que trabalhava na sua empresa, numa cerimónia grandiosa. Partilhou a estilista do vestido de noiva com Kate Middleton.

Agora, porquê o futebol? Como já foi referido, Staveley não é uma novata na modalidade, embora tenha ficado quase sempre longe dos holofotes. Para além do desporto-rei, a milionária interessa-se por corridas de cavalos, desporto em que se sente entre iguais, tendo em conta a capacidade financeira dos habituais envolvidos.

E porquê o Newcastle? A resposta à pergunta pode ter vindo antes do tempo, em 2002: “Se me mostram uma boa ideia, não consigo evitar olhar”. O Newcastle United, com o seu apelo global e possibilidades de crescimento, representa um desafio mas também uma oportunidade. O atual dono comprou o clube por 134 milhões de libras em 2007. No passado pediu 400 milhões pelo clube, descendo depois para os 340 milhões, sendo que o valor atual anda à volta dos 300 milhões.

O assunto da venda do clube nortenho não é novidade, mas a verdade é que, de acordo com o “Daily Mail”, Amanda Staveley nunca esteve tão perto de concluir o negócio e tornar-se a rainha do desporto-rei.