Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

De chefe da Ferrari a condutor de ambulâncias: como a vida de Maurizio Arrivabene mudou com a pandemia

O antigo líder da Ferrari na Fórmula 1 juntou-se à luta contra o novo coronavírus em Itália e anda ao volante de uma ambulância

Tribuna Expresso

Mark Thompson

Partilhar

Maurizio Arrivabene comandou a Ferrari na Fórmula 1 entre 2014 e 2019, faz atualmente parte da direção da Juventus, decidiu oferecer-se como voluntário no auxílio às vítimas da Covid-19 em Itália como motorista de ambulâncias.

De acordo com o site “Euro Weekly News”, Arrivabene seguiu as pisadas do presidente da Pirelli, Mario Isola, ao colocar-se na linha da frente do combate ao vírus que tem afetado Itália mais do que os outros países europeus.

Uma fonte ligada à Fórmula 1 contou ao jornalista italiano Leo Turrini: “Arrivabene não disse a ninguém mas desde que a tempestade se abateu ele tem andado a conduzir um veículo que transporta doente para o hospital”.

Entre 2014 e 2019, enquanto esteve à frente da Ferrari, o italiano tornou-se uma figura carismática. O jornal italiano “Il resto del Carlino” comentou o facto de Arrivabene não ter querido expor o facto de ser voluntário. “Fiel ao seu estilo carrancudo com um grande coração”.