Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Jota: “Não tenho PlayStation. Estive a aprender russo nas últimas semanas”

O jogador do Benfica tem passado o tempo entre treinos, séries, livros e a aprendizagem de uma língua nova

Tribuna Expresso

MANUEL DE ALMEIDA

Partilhar

Em tempo de recolhimento, os jogadores de futebol como a população em geral terão os seus estratagemas para passar o tempo. Jota, avançado de 21 anos do Benfica, não é exceção, embora possa surpreender em relação a algumas das opções.

À rubrica “Quizedition”, da Liga Portuguesa, em conversa com o central Roderick, do Famalicão, Jota contou que, desde que está em casa, os seus passatempos têm sido treinar-se, ver séries de televisão, ler livros e investir na aprendizagem de uma língua nova.

“Não sou de jogar PlayStation, nem tenho. Estive a aprender russo nas últimas semanas. Comecei por uma língua difícil. Não sou como o Seferovic que fala sete. Falo espanhol, inglês, sei algumas palavras de italiano. Não sei porque me veio à cabeça o russo. Já me perguntaram se estou de olho em alguém, mas não é verdade,” disse o avançado. Nesta aventura, há um colega de equipa que tem sido fundamental: Ivan Zlobin.

“Sei muitas palavras, perguntar como está, dizer como me chamo, números, iniciar uma conversa, agradecer. Dou-me muito bem com o Zlobin e envio-lhe as minhas dúvidas por áudio e ele envia-me as dele para aperfeiçoar o português.”