Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Título da Juventus em 2017/18 pode estar em causa. Ex-procurador levanta suspeitas

Giuseppe Pecoraro desconfia que a equipa de Turim foi beneficiada num jogo que se revelaria fulcral para a conquista do campeonato italiano

Tribuna Expresso

Valerio Pennicino

Partilhar

O título da Juventus na época 2017/18 poderá estar em causa. Giuseppe Pecoraro, ex-procurador da federação italiana, levantou a suspeita de ter havido benefícios para a equipa de Turim. O caso refere-se particularmente à partida da 35.ª jornada em que a Juventus venceu fora o Inter por 3-2. Aos 18 minutos, os milaneses ficaram reduzidos a dez e pouco depois o Inter reclamou expulsão para Pjanic, após uma ação violenta sobre Rafinha.

"Muitos se queixaram do árbitro Daniele Orsato. Achando que não se iria descobrir nada, pedi para investigarem a comunicação desse jogo. Insisti para que tivéssemos acesso e quando abri o ficheiro percebi que a única parte que nos interessava, esse tal lance do Pjanic, não tinha sido gravado", contou Pecoraro ao jornal italiano "Il Matino”.

O motivo apontado para a ausência da gravação foi que se tratava de um cartão amarelo e o protocolo não previa o uso do VAR nesses casos. Mesmo assim, Pecoraro não tem dúvidas de que "falta transparência”.

A Juventus acabaria por dar a volta ao resultado com dois golos ao cair do pano, o que significou um passo de gigante para a conquista do campeonato, uma vez que, no dia seguinte, o Nápoles perderia em Florença, ficando a quatro pontos da equipa de Turim.

Curiosamente, o atual técnico da Juventus estava então no Nápoles. No final do jogo, Maurizio Sarri comentou: "O título perdeu-se na noite anterior".