Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Jogador do Liverpool ataca Bill Gates, diz que vacinas têm microchips e nanotecnologia - e que o 5G propaga o coronavírus

Lovren admite o seu apoio a David Icke, profissional das teorias da conspiração e grande opositor da vacinação obrigatória

Tribuna Expresso

Clive Brunskill/Getty

Partilhar

O defesa croata do Liverpool, Dejan Lovren, tem demonstrado um aparente apoio à teoria da conspiração que defende que a pandemia do novo coronavírus não é mais do que um mito para impingir vacinas ao público.

Apesar do impacto visível da doença a nível global, com quase 250.000 mortos até ao momento, a atividade de Lovren nas redes sociais sugere que ele não leva muito a sério o que se está a passar. Isto depois de o croata reagir a um post de Bill Gates no qual se pode ver o bilionário a segurar um cartaz que agradece aos trabalhadores da saúde. Num comentário por baixo da imagem, Lovren escreveu: “O jogo acabou, Bill. As pessoas não são cegas”.

O jogador de 30 anos revelou pouco depois que é fã do profissional das teorias da conspiração David Icke, tendo partilhado muitos dos seus posts em histórias do Instagram.

Isto aconteceu depois de o YouTube ter removido o canal oficial de Icke da sua plataforma, depois das suas acusações extremamente controversas sobre o vírus. Segundo o antigo futebolista, o coronavírus está a ser difundido através da rede 5G de telemóvel e qualquer vacina para parar o contágio do vírus conterá “microchips de nanotecnologia” usados para controlar as pessoas.

Lovren promoveu mesmo uma entrevista com Icke, ao mesmo tempo que partilhava imagens com frases como “não seremos silenciados” e referindo-se a si próprio como parte da “resistência”. Depois de assistir ao debate entre Icke e Brian Rose, Lovren agradeceu aos dois.

A primeira alusão pública de Lovren às teorias anti-vacinação aconteceu o mês passado quando o jogador do Liverpool mostrou o seu apoio a um posto do primeiro-ministro croata, Ivan Pernar. Este havia publicado um “meme” com uma caricatura de Bill Gates segurando uma seringa e dizendo “O teu corpo é a minha escolha”. A acompanhar a imagem, uma legenda dizia: “Deve sempre haver liberdade de escolha e contra tornar a vacinação obrigatória. É por isso que eu sou uma pedra no sapato de todos os média tradicionais e dos seus patrocinadores.”

Lovren comentou com um emoji de agradecimento e o ex-futebolista inglês Gary Liniker apressou-se a deixar uma mensagem irónica: “É melhor cancelar imediatamente todos os testes das vacinas, então.”