Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Kyle Walker infringiu as regras e depois desabafou: “Sinto que a minha vida está a ser escrutinada sem qualquer contexto”

Depois da festa com acompanhantes, o central do Manchester City voltou a quebrar as leis de confinamento não uma, não duas, mas três vezes em 24 horas

Tribuna Expresso

Quality Sport Images

Partilhar

O defesa do Manchester City e da seleção inglesa, Kyle Walker, emitiu um comunicado numa tentativa de explicar porque quebrou as regras de confinamento três vezes em 24 horas. O jogador já tinha problemas com o clube por ter infringido as regras há poucas semanas.

O jornal “The Sun” anunciou que o jogador de 29 anos tinha quebrado as regras decretadas pelo Governo durante a pandemia, semanas após Walker ter pedido desculpa por ter organizado uma festa com duas acompanhantes. Agora, o atleta terá viajado da sua casa, no condado de Cheshire, para uma festa em casa da sua irmã em Rotherham, Yorkshire, para depois ir ainda a casa dos pais, em Sheffield. Não satisfeito, Walker terá ido dar uma volta de bicicleta com um amigo no dia seguinte.

Após as revelações, Kyle Walker emitiu um comunicado que publicou nas redes sociais, abrindo-se em relação à sua saúde mental. “Sinto que fiquei em silêncio o tempo suficiente,” diz o jogador. “À luz do mais recente artigo publicado sobre mim e a minha família, sinto que não tenho outra opção senão falar disso publicamente.”

Walker prossegue: “Passei recentemente por um dos períodos mais difíceis da minha vida, pelo qual assumo total responsabilidade. Contudo, agora sinto-me perseguido. (…) Isto já não está apenas a afetar-me a mim, mas também a saúde da minha família e dos meus filhos pequenos. Em relação aos eventos de quarta-feira, viajei para Sheffield para dar à minha irmã um postal de aniversário e um presente, mas também para falar com uma das poucas pessoas em que confio. Depois fui a casa dos meus pais buscar alguma comida.”

O jogador vira-se então para a comunicação social. “O que fizeram os meus pais e a minha irmã para que a sua privacidade seja invadida por fotógrafos que me seguem até suas casas. Sinto que estou constantemente a ser seguido. (…) Num momento em que o foco é compreensivelmente a Covid-19, quando é que a saúde mental é tida em consideração, uma doença que afeta cada doente de forma diferente?”

Walker continua o longo desabafo: “Sou um ser humano, com sentimentos de dor e preocupação como toda a gente. Estar sob os olhos do público como atleta profissional não faz de ti imune a isto. É triste mas sinto que a minha vida está a ser escrutinada sem qualquer contexto. Percebo se as pessoas estiverem zangadas comigo mas era importante que compreendessem melhor a minha vida”.

No final, o jogador agradece aos leitores. “Obrigado pelo tempo que passaram a ouvir como me sinto.”

O defesa central pediu desculpa pelas vezes em que infringiu as regras de confinamento, tanto anteriormente como desta vez.