Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Alerta vem da Bundesliga: fator casa pode estar a ser anulado pela ausência de público nas bancadas

O jornal “Marca” estudou a nova realidade e concluiu que a vantagem das equipas que jogam em casa está a ser anulada no regresso da liga alemã

Tribuna Expresso

Martin Rose

Partilhar

O reinício da Bundesliga está a mostrar novas tendências no futebol. Para além dos jogos sem ruído e das bancadas sem seres humanos a aplaudir e a assobiar, há outra novidade a registar: a perda de influência do fator casa.

Os estádios fecharam-se por causa da ameaça do novo coronavírus e as equipas que jogam em casa deixaram de sentir o calor dos seus adeptos. O jornal espanhol “Marca” debruçou-se sobre o tema como um aviso para os clubes espanhóis.

Na liga alemã, antes da paragem, as percentagens de vitórias eram de 43,3% para os locais e 34,8% para os visitantes. Nas duas jornadas desta nova fase já disputadas, os números são muito diferentes: apenas 16,7% de vitórias para as equipas da casa e 55,5% de triunfos para os forasteiros.

Apensas três equipas conseguiram vencer em casa no regresso da Bundesliga: Borussia Dortmund (4-0 frente ao Schalke 04), Bayern Munique (5-2 contra o Eintracht Frankfurt) e Hertha Berlim (4-0 ao Union Berlim). No domingo passado, tanto Augsburgo (0-3 ao Schalke 04) come RB Leipzig (0-5 ao Mainz) golearam fora de casa.

É uma mudança fundamental em relação ao que acontecia na liga alemã antes da Covid-19 e um aviso às ligas que possam regressar. José del Olmo, investigador do Centro de Investigação, História e Estatística do Futebol Espanhol (CIHEFE), diz que apesar de esse fator “só poder ser estudado no fim do campeonato”, tudo leva a crer que a vantagem de jogar em casa vai ser reduzida. Del Olmo diz que jogar sem público “não quer dizer que a competição esteja adulterada, mas sim alterada”.

“Os dados históricos, os resultados e as declarações de jogadores e técnicos têm demonstrado ao longo dos anos que a equipa local leva vantagem e que isso é consequência de vários fatores, entre os quais o apoio dos adeptos, um estímulo fundamental,” afirmou.