Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Daniel Abt fez batota nos simuladores e a Audi despediu-o: “Cometi um erro enorme. Espero que possam perdoar-me”

O piloto de Fórmula E pôs um gamer profissional a correr em vez dele na prova de esports e a Audi não perdoou. “Integridade, transparência e consistente respeito pelas regras são prioridades”

Tribuna Expresso

Hector Vivas

Partilhar

A Audi Sport decidiu despedir o seu piloto de Fórmula E, Daniel Abt, depois de este ter sido apanhado a fazer batota numa corrida virtual de solidariedade. O alemão de 27 anos passou os comandos a um gamer profissional, fingindo que era ele quem continuava a conduzir. Na terça-feira, pediu desculpa pelo erro.

“O meu pecado virtual tem consequências no mundo real,” disse Abt. “Hoje tive uma conversa com a Audi e os nossos caminhos vão separar-se a partir de agora.”

Durante a corrida de sábado, Abt, que era segundo a contar de baixo na série virtual, deixou que o gamer profissional Lorenz Hoerzing se fizesse passar por ele. Hoerzing, que estava na Áustria durante a corrida no circuito Berlim-Tempelhof, chegou a liderar a prova com larga vantagem, o que levantou suspeitas entre os rivais e os organizadores.

O alemão foi desclassificado e teve de fazer um donativo de quase 10 mil euros para uma organização de solidariedade.

“É um jogo, uma simulação que não tem nada em comum com as corridas reais. Está muito distante do que faz um carro de Fórmula E real,” admitiu Abt, que corre na competição de carros elétricos desde o primeiro ano, em 2014.

“Havia pilotos a levar aquilo muito a sério, a passarem muito tempo nos simuladores,” disse Abt, cujo objetivo, segundo o próprio, era que o jovem piloto de simulador “mostrasse aos outros, pilotos reais, aquilo de que era capaz”.

A Audi não se interessou pelas justificações de Abt, insistindo que a “integridade” é um dos princípios-chave da marca. Na terça-feira, afirmaram: “Integridade, transparência e consistente respeito pelas regras são prioridades da Audi. Isto aplica-se a todas as atividades em que marca está envolvida, sem exceção”.

A série de esports coloca todos os pilotos da Fórmula E a competir a partir de casa e podem ser vistos nos seus simuladores online, mas o rosto de Abt estava oculto. O alemão acrescentou ainda: “Cometi um erro enorme. Espero que possam perdoar-me. Sinto que não poderia cair mais. Estou no chão mas levantar-me-ei novamente. Espero que aceitem as minhas desculpas”.