Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Raheem Sterling: “Nunca me cansarei de ser negro”

O jogador do Manchester City e da seleção inglesa lidera a iniciativa que conta com a ajuda de nomes como Gary Lineker, Vincent Kompany ou Kevin de Bruyne

Tribuna Expresso

Marc Atkins/Offside

Partilhar

Raheem Sterling é o líder de uma grande campanha antirracismo que pede mudanças a partir do topo. Tem ao seu lado Gary Lineker, Jordan Henderson ou Jadon Sancho num vídeo poderoso que refere a falta de pessoas negras em posições de poder nos diferentes órgãos desportivos.

A estrela da seleção inglesa ajuda a enviar a mensagem de “cansaço” à espera da mudança e pede ao Governo britânico que se envolva. Sterling deixa uma frase: “Nunca me cansarei de ser negro”.

No vídeo, refere-se que, nos principais órgãos governantes desportivos do Reino Unido, há apenas três membros de direção negros em mais de 120 posições.

Raheem Sterling tem sido uma das vozes a liderar a luta contra o racismo no desporto. Com ele, trouxe alguns dos maiores nomes do futebol para que apoiassem a campanha. Um terço dos jogadores da Premier League são negros mas nenhum dos 11 membros da direção da FA (Federação Inglesa de Futebol) é negro.

O jogador do Manchester City tem esperança de que a mensagem motive uma mudança verdadeira. Para além dos nomes referidos acima, também Vincent Kompany, Kevin de Bruyne, Alex Oxlade-Chamberlain, David Alaba, Gael Clicky ou Lucy Bronze aparecem no pequeno vídeo de um minuto.

A iniciativa quer aproveitar o momento, depois dos protestos devido à morte de George Floyd mas também das palavras de Marcus Rashford, do Manchester United, que tentou pressionar o Governo a retomar o fornecimento de refeições grátis nas escolas, mesmo enquanto estas estão fechadas.