Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Os pais de Novak Djokovic dizem que é tudo uma campanha contra o filho. “É óbvio que têm algo contra ele”

Depois das críticas generalizadas de vários colegas do número um do ténis mundial à organização do torneio que acabou com oito pessoas infetadas com Covid-19, Srdjan e Dijana Djokovic vêm defender o filho. “É aterrador o que se tem escrito sobre ele.”

Tribuna Expresso

Jack Thomas

Partilhar

O mundo do ténis – e o outro, o global – continua estupefacto com o que aconteceu no Adria Tour, de Novak Djokovic, as oito pessoas contagiadas com coronavírus, quatro delas tenistas. Depois dos ataques ao número um do mundo, surgem os pais do tenista sérvio com um escudo para defender o filho.

Srdjan, o pai, acusa Grigor Dimitrov, um dos participantes contagiados, de ter levado a doença para a Sérvia, enquanto Dijana, a mãe, diz não entender os qualificativos atirados a Novak. “É aterrador o que se tem escrito sobre ele, apesar de já estarmos habituados. É óbvio que têm algo contra ele. Parece que estavam à espera de que algo assim se passasse.”

Dijana faz questão de tranquilizar acerca do estado da família: “Estamos todos bem. O facto de Novak ter dado positivo não quer dizer que esteja doente. É jovem e cuida muito dele próprio, pelo que é mais fácil lidar com esta situação. O vírus não está tão forte como no início,” declarou Dijana ao tablóide sérvio “Blic”.

Os pais de Djokovic decidiram também eles fazer os testes depois de saberem que o filho estava positivo: “Estivemos com ele no Adria Tour e por isso fizemos os testes. As crianças também deram negativo e esperemos que todos estejam bem de saúde”.