Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Sterling acha que Lampard conseguiu o cargo que muitos treinadores negros não conseguem. Lampard acha que não é bem assim

O jogador do Manchester City tem sido uma das vozes mais ativas na luta contra o racismo no futebol e considera que os treinadores negros têm muito mais dificuldades em chegar aos lugares de topo. Solidário, Lampard refere que o seu caso é diferente e que mostra o quanto trabalhou para lá chegar

Tribuna Expresso

Phil Noble

Partilhar

Frank Lampard insiste que conseguiu o seu lugar no Chelsea com trabalho, depois de Raheem Sterling ter referido a diferença de oportunidades dadas ao treinador dos Blues e a Steven Gerrard, comparando com alguns treinadores negros.

Lampard quis sublinhar a sua admiração pelo facto de Sterling se referir ao racismo no futebol e na sociedade, ao responder aos comentários do jogador do Manchester City. O treinador do Chelsea juntou a sua voz às que clamam por oportunidades iguais para dirigir equipas de futebol.

“O que o Raheem Sterling tem dito nos últimos anos tem sido corajoso, sobre temas que deviam ter sido trazidos a público muito antes, ele merece um crédito enorme por isso,” disse Lampard. “Podes dizer o mesmo sobre um grupo grande de jogadores da Premier League, como Marcus Rashford, Jordan Henderson, Troy Deeney, Mark Noble.”

Sterling falou ao programa “Newsnight” este mês sobre a falta de pessoas negras em posições de liderança, pelo menos técnica, dos clubes. O internacional inglês deu o exemplo de quatro antigos internacionais ingleses: Lampard, Gerrard, Sol Campbell, que treina o modesto Southend, e Ashley Cole, que está nas camadas jovens do Chelsea.

Lampard disse: “Essas oportunidades têm de ser iguais para todos, mas depois há o detalhe de quão duro tu trabalhaste. Eu trabalhei desde o início da minha carreira para conseguir esta oportunidade e há milhões de coisas pelo caminho que te deitam abaixo e com as quais tens de lutar”.

Em resposta à comparação de Sterling, Lampard disse: “Penso que o Raheem acertou um pouco ao lado, do meu ponto de vista. Senti que foi uma comparação muito casual. Acho que é muito difícil fazer essa comparação do exterior”.