Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Oumar Niasse chegou ao Everton por valores astronómicos e, quatro anos e meio depois, sai a zero

Foi a terceira contratação mais cara de sempre do clube de Liverpool mas nunca convenceu. Depois de épocas em que não foi opção e dois empréstimos de sucesso reduzido, o senegalês vai sair ainda antes do final da época

Tribuna Expresso

Martin Rickett - PA Images

Partilhar

O internacional senegalês Oumar Niasse vai deixar o Everton pelo número mais redondo assim que o contrato termine, a 30 de junho. Niasse chegou há quatro anos e meio e foi a terceira contratação mais cara do clube de Liverpool.

Ao longo dos anos em que esteve em Goodison Park, o avançado jogou apenas 43 vezes e foi duas vezes emprestado, ao Hull e ao Cardiff. Os responsáveis pelo clube tentaram várias vezes sem sucesso livrar-se em permanência do jogador. No fim do mês, isso irá mesmo acontecer.

Oumar Niasse foi um desejo do treinador Roberto Martinez, em janeiro de 2016. Proveniente do Lokomotiv de Moscovo, o atleta custou perto de 15 milhões de euros, mas a carreira em Liverpool nunca evoluiu. Quando chegou, o sucessor de Martinez, Ronald Koeman, nem sequer lhe atribuiu um cacifo no balneário.

O melhor período de Niasse em Goodison Park ainda aconteceu com Koeman, no início da época 2017/18, mas o jogador não conseguiu agarrar o lugar e os senhores que se seguiram no comando da equipa, Sam Allardyce, Marco Silva e Carlo Ancelotti, nunca mais apostaram nele.

Apenas Romelu Lukaku e Marouane Fellaine custaram mais aos cofres do Everton do que Niasse. Esta temporada, jogou apenas três vezes. Vai deixar o clube com nove golos marcados e três assistências.

O Everton recusou a opção de estender o contrato de Niasse até ao fim desta época. A acompanhá-lo na saída, estarão Cuco Martina e Luke Garbutt.