Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Jogador da NFL que se ajoelhou em protesto e foi despedido assinou contrato com a Disney para uma série antirracismo

Colin Kaepernick ficou mais conhecido pelo seu gesto antes de um jogo de futebol americano quando, em protesto contra a violência policial em relação aos negros, se ajoelhou durante a cerimónia do hino. Agora, o antigo jogador vai ajudar a Disney num projeto educativo

Tribuna Expresso

Colin Kaepernick ao serviço dos San Francisco 49ers.

Thearon W. Henderson

Partilhar

O antigo jogador de futebol americano Colin Kaepernick vai aparecer numa série documental produzida pela ESPN Films, num acordo com a Disney. O acordo entre Kaepernick e os gigantes do audiovisual foi anunciado na passada segunda-feira. A parceria vai assentar no relato de histórias que exploram questões raciais, injustiças sociais e a luta pela igualdade. Haverá também espaço para promover o trabalho de realizadores provenientes de minorias étnicas.

“Estou contente por anunciar esta parceria histórica com a Disney em todas as suas plataformas (…) para inspirar a juventude com perspetivas autênticas e apelativas,” comentou Kaepernick. “Estou ansioso para partilhar os episódios sobre a minha história de vida, para além muitos outros projetos culturalmente impactantes que estamos a desenvolver.”

Apesar de se encontrar ausente da NFL desde 2016, quando se ajoelhou durante o hino nacional para protestar contra a brutalidade policial e a desigualdade racial, Colin Kaepernick diz que ainda não deixou de querer jogar. Fonte próxima do antigo atleta dos San Francisco 49ers disse à Associated Press que Kaepernick está em excelente forma e pronto para voltar a jogar, mas não tem recebido propostas.