Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

André Villas-Boas afinal continua no Marselha. “Muitos jogadores telefonaram-me, foram eles que me fizeram mudar de ideias”

Com a saída do antigo guarda-redes da seleção espanhola Andoni Zubizarreta da direção desportiva do clube francês, Villas-Boas anunciou a provável saída. O apoio dos jogadores e a hipótese de disputar a Liga dos Campeões na próxima época fizeram-no mudar de ideias

Tribuna Expresso

Dean Mouhtaropoulos

Partilhar

A saída do espanhol Andoni Zubizarreta do cargo de diretor desportivo do Marselha colocou em causa a continuidade de André Villas-Boas como treinador do clube do Sul de França. No entanto, o treinador português acabou por decidir ficar, como justifica numa entrevista ao jornal “L'Equipe”.

Villas-Boas argumenta que foi o apoio dos jogadores que o fez ficar, isto depois de já ter admitido publicamente a sua provável saída. "Foram momentos muito difíceis para mim, é sempre complicado voltar com a palavra atrás, ainda mais quando me expus publicamente. (…) Durante aqueles dias de incerteza sobre o meu futuro muitos jogadores telefonaram-me, foram eles que me fizeram mudar de ideias."

À confiança dos atletas, André Villas-Boas junta o atrativo de poder disputar a Liga dos Campeões na próxima temporada. O técnico, que trouxe o plantel ao Algarve, para um estágio, admite que a prova milionária também teve influência na sua decisão de continuar.