Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Bottas e Leclerc foram a casa entre os grandes prémios na Áustria e a FIA está a investigar a quebra do protocolo Covid-19

Ambos os pilotos estiveram no Mónaco, onde vivem, esta semana. O finlandês publicou fotos no Instagram e o monegasco foi visto num restaurante. As regras dizem que não deveriam ter-se ausentado da Áustria durante esta semana. Ambos creem não ter feito nada de errado

Tribuna Expresso

Dan Istitene - Formula 1

Partilhar

A FIA está a investigar o finlandês Valtteri Bottas e o monegasco Charles Leclerc por terem quebrado os protocolos da modalidade em relação à Covid-19. Ambos os pilotos regressaram às suas casas no Mónaco após o Grande Prémio da Áustria, no domingo, antes de voltarem para a prova deste fim de semana, no mesmo circuito.

As regras da FIA dizem que as pessoas envolvidas nos grandes prémios têm de permanecer isoladas em “bolhas sociais” durante as semanas de corrida. Uma fotografia de Leclerc nas redes sociais mostra-o num restaurante em Monte Carlo, enquanto Bottas publicou uma fotografia no Instagram, em que se pode reconhecer o Mónaco.

Quando questionado acerca desta viagem, Bottas insistiu que tinha permanecido dentro da “bolha social” e que estava confiante de não ter quebrado quaisquer regras. Leclerc acredita que as suas ações são aceitáveis porque fez testes antes de regressar. “Eu fui a casa, é verdade,” disse o piloto da Ferrari. “Por outro lado, fui testado duas vezes antes de regressar. Em dois dias, testei duas vezes negativo.”

Também Sebastian Vettel já tinha sido avisado mas, nesse caso, por ter sido visto a falar com Christian Horner, da Red Bull, e Helmut Marko, da Mercedes, sem máscara. Segundo o “The Guardian”, é provável que a FIA emita um aviso à Ferrari e à Mercedes sobre seguir o protocolo. O código de conduta não permite reincidências, pelo que a repetição destes incidentes pode resultar em penalizações de pontos.