Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Cavani e o Benfica: uma questão de números e tectos salariais

O jornal “Record” aponta como possível a contratação do goleador uruguaio de 33 anos, se as Águias estiverem dispostas a fazer um esforço financeiro considerável

Tribuna Expresso

ANP Sport

Partilhar

Surpreendente ou talvez não, Edinson Cavani, até há pouco tempo jogador do Paris Saint-Germain, é um dos primeiros alvos do Benfica para a próxima época. De acordo com o jornal “Record”, a contratação pode concretizar-se caso haja um grande esforço da parte dos responsáveis encarnados, que vêm trabalhando para isso. Luís Filipe Vieira aposta numa “operação de charme” para convencer o jogador de 33 anos a ingressar no clube da Luz.

Depois de terem convencido Julian Weigl a mudar-se da Bundesliga para a Liga NOS, o clube da Luz aposta na mesma tática com o uruguaio. Vieira quer dar a conhecer um projeto com futuro mais do que desembolsar um salário chorudo. Weigl terá ficado encantado com as insfraestruturas do Benfica e espera-se que o mesmo aconteça a Cavani.

O principal entrave prende-se, como muitas vezes aconteces, com o ordenado do ex-jogador do PSG que era o terceiro mais bem pago do plantel e ganhava 18,4 milhões de euros por ano. Cavani marcou 200 golos nas sete temporadas em Paris e isso, apesar da idade, há de servir-lhe de trunfo nas negociações. O tecto salarial do Benfica ronda os 2,5 milhões de euros limpos por ano.