Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Benfica. Presidente da Mesa da AG sai em desacordo com Vieira. “Uma instituição não pode ser de uma pessoa só, veja-se o caso Montepio”

O presidente da Mesa da Assembleia Geral da SAD benfiquista demitiu-se em rota de colisão com Luís Filipe Vieira e explicou ao jornal “Record” as verdadeiras razões da saída

Tribuna Expresso

Action Images

Partilhar

No comunicado que enviou à CMVM, o Benfica apenas anunciou a saída de Álvaro Cordeiro Dâmaso do cargo de presidente da Mesa da Assembleia Geral da SAD, sem adiantar quaisquer motivos. Já o ex-dirigente declarou ao jornal “Record” que há “constrangimentos de ordem pessoal” a motivar a sua saída, com a pandemia a ter tido a sua influência. Mas não só.

Dâmaso refere “um claro desconforto com o rumo que estava a ser seguido pela SAD”. “Não estou de acordo com a linha que está a ser seguida pelo Benfica. O Benfica não é de uma pessoa só. E não pode ser só a vontade de uma pessoa a decidir os destinos de uma grande instituição.”

O ex-dirigente comparou o Benfica a outra instituição por onde passou: “Veja-se o que sucedeu noutra instituição por onde passei e onde foi só uma pessoa a decidir os seus destinos, como sucedeu no Montepio”.

A demissão de Álvaro Cordeiro Dâmaso acontece três meses depois de Luís Nazaré ter deixado a presidência da Mesa da Assembleia Geral do clube.