Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

O dilema de Solskjaer: “Devo ser o treinador mais privilegiado do mundo no departamento de guarda-redes"

Ole Gunnar Solskjaer admitiu que o Manchester United vai ter dificuldades para manter os três guarda-redes seniores felizes e terá uma decisão difícil para tomar este verão

Tribuna Expresso

Laurence Griffiths/Getty

Partilhar

O líder dos Red Devils tem, a partir da próxima época, o privilégio de poder escolher para a baliza David de Gea, Sergio Romero ou Dean Henderson, que regressou do empréstimo ao Sheffield United. No entanto, antes do encontro da Liga Europa com o FC Copenhaga, o norueguês admitiu que vai ter de haver decisões.

A titularidade de de Gea tem estado a ser posta em causa ultimamente devido a uma série de erros graves. Henderson, por seu turno, regressou a Old Trafford depois de uma grande época emprestado ao Sheffied United, com muitos a sentirem que ele poderá avançar diretamente para o lugar número um. No entanto, o guardião de 23 anos pode acabar num novo empréstimo caso Solskjaer decida ficar com o que tem.

No imediato, frente ao FC Copenhaga, o técnico tem à sua escolha de Gea e Sergio Romero, com Henderson indisponível para o mini-torneio na Alemanha. Solskjaer terá de decidir se fica com Romero, habitual titular na prova europeia, até ao fim do torneio.

O técnico disse: “Devo ser o treinador mais privilegiado do mundo no departamento de guarda-redes. Sergio, David, Dean Henderson a chegar, três guarda-redes de topo e esta Liga Europa tem mostrado o quão importante o Sergio tem sido para nós. (…) Vamos ver o que vamos fazer para seguir em frente”.