Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Renato Gaúcho: “Queria ver Cristiano Ronaldo a jogar nos clubes do Brasil onde joguei, com quatro e cinco meses de salários em atraso”

Em entrevista a "A Bola", o treinador do Grémio de Porto Alegre alimentou uma rivalidade com Jorge Jesus que parece já não ter força para atravessar o Atlântico. Gaúcho elogia o técnico do Benfica e apenas lamenta que Jesus tinha ligado a Cebolinha, seu jogador, “na hora errada”. Por outro lado, continua a achar que é melhor do que Cristiano

Tribuna Expresso

Alexandre Schneider

Partilhar

Renato Gaúcho ficou conhecido em Portugal pelas trocas de palavras, muitas vezes pouco agradáveis, com Jorge Jesus. O treinador de 57 anos do Grémio diz o que pensa sem reservas e o jornal “A Bola” entrevistou-o.

Jesus diz que nunca pediu a Cebolinha para não jogar

“Em momento algum disse que Jesus pediu ao Everton para ele não jogar. Disse que faltou ética porque ligou para o meu jogador na véspera de uma decisão, contra o nosso maior rival. (…) Jesus ligou na hora errada. Se tivesse ligado na quinta-feira [dia seguinte] não haveria problema.”

Jesus diz que Renato não morre de amores por ele

“Pelo contrário, admiro-o muito, fez excelente trabalho, é um grande treinador. (…) O Flamengo gastou 200 milhões de reais [cerca de 31,2 milhões de euros] (…) e o Grémio 2 [3,1 milhões de euros]. O Flamengo gastou esse dinheiro mas isso não lhe tira mérito.”

O legado de Jesus no Brasil

“Nunca tinha ouvido falar dele, com todo o respeito, nada tem a ver com a idade. Só ouvi falar dele quando chegou ao Brasil. Trabalhou num clube que montou uma seleção e ganhou, mérito dele. Um jogador quando é grande não aparece com 35 anos, aparece com 19 ou 21 anos.”

As qualidades de Cebolinha

“É um dos poucos jogadores, hoje em dia, com rara individualidade no drible, é muito forte no um para um, tem muita força e habilidade. É o nosso melhor jogador. (…) E é um grande profissional, gosta de trabalhar e de ouvir.”

Em que pode Cebolinha melhorar

“Talvez algum individualismo, porque ele tem muita confiança na finta e no drible.”

A melhor posição

“Comigo já jogou por dentro, como atacante mas, pela velocidade e drible que tem, é melhor jogar pelo lado. Utilizei-o assim para ele tirar proveito da rapidez e da força,”

Renato Gaúcho acha que era melhor do Cristiano Ronaldo

“Queria ver Cristiano Ronaldo a jogar nos clubes do Brasil onde joguei, com quatro e cinco meses de salários em atraso, e eu a jogar nos clubes onde ele jogou ganhando o que está a ganhar. Ronaldo está sempre entre os dois ou três melhores do mundo. (…) Dou sempre Cristiano Ronaldo como exemplo, dentro e fora de campo, aos meus jogadores.”