Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

NBA. Lakers e Clippers votam pelo boicote da temporada

Depois do boicote dos Bucks, na quarta-feira, Lakers e Clippers votaram para o encerramento imediato da época. Em causa está o racismo e a violência policial, depois de mais um episódio a envolver um afro-americano nas ruas dos Estados Unidos. Jacob Blake foi atingido com sete tiros, quando estava de costas e desarmado, ao entrar no seu carro. "Exigimos mudança. Estamos fartos", escreveu no Twitter LeBron James

Tribuna Expresso

USA Today Sports

Partilhar

No seguimento do boicote dos Milwaukee Bucks, os Lakers e os Clippers, duas equipas de Los Angeles, votaram o boicote definitivo da temporada de NBA. A notícia foi avançada por Shams Charania, um jornalista da publicação “The Athletic”.

O jornalista revela ainda que LeBron James, a maior figura dos Lakers, quer ver os proprietários dos clubes mais envolvidos na luta dos atletas contra o racismo e o uso injustificado de violência policial. No Twitter, escreveu: "FUCK THIS MAN!!!! WE DEMAND CHANGE. SICK OF IT". Traduzindo não literalmente: "Que se lixe isto. Exigimos mudança. Estamos fartos".

Esta decisão importante surge depois de Jacob Blake receber sete tiros, saídos da pistola de um polícia que se encontrava a um metro de distância, quando Blake, de costas, entrava no seu veículo. O afro-americano, de 29 anos, está paralisado da cintura para baixo.

Este episódio virou do avesso as ruas de Kenosha, no Wisconsin, levando à imposição de um recolher obrigatório da população, que tem sido desrespeitado e furado por dezenas de manifestantes, que estão há três dias em conflito com as polícias nas ruas. E agora, a NBA.

O desporto, que começou a colocar um joelho no chão por George Floyd e pela luta de Colin Kaepernick, volta a impor a sua voz e força. A NBA está em risco, embora, segundo Shams Charani, todas as equipas, com exceção de Lakers e Clippers, votaram para a continuação do campeonato.

Uma fonte da Associação Nacional dos Jogadores de Basquetebol disse à ESPN, aqui citado pelo Globoesporte, que as implicações financeiras do boicote da temporada terão um efeito devastador, podendo provocar até um lockout no próximo ano.

Esta quinta-feira voltam a haver conversas, tenta definir-se se os playoffs vão ou não continuar. Durante o dia, o Conselho de Administração da NBA vai reunir-se também, de emergência, para avaliar a situação ocorrida na quarta-feira, após o boicote dos Bucks.

Milwaukee Bucks boicotam jogo dos playoffs em protesto contra o racismo e violência policial no Wisconsin

Os Bucks poderiam carimbar esta noite um lugar na 2.ª ronda dos playoffs em caso de vitória frente aos Magic, mas recusaram-se a sair do balneário, em protesto contra a ação policial contra Jacob Blake, afro-americano baleado sete vezes pela polícia