Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Foden e Greenwood levaram duas jovens para o hotel e foram expulsos pelo selecionador inglês. Um vídeo nas redes denunciou-os

Os jovens internacionais ingleses não vão viajar com o resto da seleção para a Dinamarca depois de ter sido divulgado um vídeo em que se vê os jogadores a introduzir duas raparigas no hotel onde está instalada a equipa de Inglaterra, na Islândia

Tribuna Expresso

Mike Egerton - PA Images

Partilhar

Phil Foden, 20 anos, do Manchester City e Mason Greenwood, 19 anos, do Manchester United, uniram-se para arranjar companhia no frio da Islândia e acabaram excluídos da equipa que vai jogar na Dinamarca. Os dois jovens jogadores foram multados em pouco mais de 1.000 euros pelas autoridades islandesas, por terem quebrado o protocolo da Covid-19.

Ambos os jogadores tinham-se estreado pela seleção inglesa no sábado, numa vitória sobre a Islândia, e quiseram celebrar. Talvez ninguém tivesse dado por isso se não tivesse sido publicado um vídeo nas redes sociais em que duas jovens islandesas questionam as estrelas inglesas sobre como vão ser introduzidas à socapa no hotel da seleção. Consegue-se ouvir Foden a perguntar às raparigas: “O que é que vocês vêm fazer ao hotel?”. Greenwood responde: “O que é que achas?”.

Uma das raparigas pediu desculpa pelo sucedido. Ao “Daily Mail”, disse: “Lamento muito por ele e nunca quis pô-lo naquela posição mas não sabíamos nada sobre eles e desconhecíamos que eles estavam em quarentena. Não sabíamos quem era o Phil. Não percebo nada de futebol”.

O selecionador inglês, Gareth Southgate, confirmou que os dois jovens jogadores foram expulsos da equipa por terem violado as regras do confinamento devido ao novo coronavírus. No caso de Foden, aos problemas disciplinares podem somar-se questões pessoais, uma vez que o jogador do City é casado e tem um filho de dois anos.