Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Zubizarreta: “Martino dizia a Messi: ‘Já sei que se você ligar ao presidente me despedem mas, porra, não é preciso lembrar-me diariamente’”

O ex-diretor desportivo do Barcelona refere a personalidade de Messi como obstáculo à estabilidade da equipa catalã e conta um episódio do tempo em que Gerardo Martino era o treinador

Tribuna Expresso

Manu Fernandez

Partilhar

O antigo diretor desportivo do Barcelona, Andoni Zubizarreta, teve uma conversa com Vicente del Bosque, antigo selecionador espanhol e treinador do Real Madrid, no jornal “El País”. Zubizarreta, histórico guarda-redes da seleção espanhola, falou de um dos temas mais comentados do verão: o caso Messi.

Sobre o astro argentino, Zubi afirmou: “Há jogadores que representam muito mais do que o facto de serem grandes jogadores e Leo é um deles. A sua saída significaria a perda de um futebolista em si mesmo e a perda para a competição, para aqueles que o admiram e querem ser os melhores”.

Para Zubizarreta, apesar de Messi ser um miúdo de bairro, não demonstrou sê-lo: “Messi não soube dar a imagem de um jogador de bairro, ou seja, ser muito bom companheiro, ter bom comportamento no clube para ser um futebolista ideal. O seu grande problema é que compete consigo mesmo”.

O antigo guarda-redes também falou sobre a importância de os grandes jogadores estarem alinhados com o treinador para que a equipa funcione corretamente e sublinhou que há jogadores que não alinham. Nesse sentido recordou um episódio de quando era diretor desportivo do Barcelona, com Gerardo Martino como treinador. “O Tata Martino, quando estava no Barça, dizia ao Leo: ‘Já sei que se você ligar ao presidente me despedem mas, porra, não é preciso lembrar-mo todos os dias, já sei.’”