Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Barcelona: Ronald Koeman começa a ficar desconfiado

O jornal “Marca” refere que o técnico holandês esperava outra situação a poucos dias de dar início a mais uma liga. As saídas pouco claras e a falta de contratações fazem com que se sinta inseguro e algo desapoiado

Tribuna Expresso

Lukas Schulze - UEFA

Partilhar

Desenganem-se os que pensam que a situação interna do Barcelona está muito melhor com a chegada de Ronald Koeman para o comando técnico da equipa. Pelo menos, é o que garante o jornal “Marca”, que refere “uma amálgama de nervos e indecisões” a nível institucional e desportivo. O último episódio terá sido protagonizado por Luis Suárez, que saiu de uma forma que ainda não foi explicada.

Ao mesmo tempo, o treinador Ronald Koeman vai começando a mostrar algumas dúvidas ou, por outras palavras, alguma desconfiança relativamente ao que se passa à sua volta. O técnico holandês assumiu o cargo com muita vontade de devolver ao Barcelona a grandeza desportiva de outrora, mas considera, de acordo com o jornal “Marca”, que a direção o deixou desnecessariamente numa situação incómoda em relação ao plantel.

A falta de contratações fez com Koeman se sinta incómodo com um cenário que não imaginava quando, há pouco mais de um mês, tomou as rédeas da equipa. O holandês aceitou responsabilizar-se pelas decisões desportivas, ainda que algumas delas não tenham sido tomadas por ele. Agora, o antigo treinador do Benfica está preocupado por ver de que forma este cenário afeta os jogadores.

A época começa este domingo, em casa, frente ao Villarreal. Em público, Koeman continua a mostrar-se otimista mas, em privado, começa a ver algumas nuvens que não lhe agradam. O técnico holandês esperava uma situação diferente a poucas horas de dar início a uma nova temporada. À espera de alguma contratação, Koeman não sabe bem o que vai acontecer, principalmente tendo em conta que a situação económica e social não convida ao otimismo.