Tribuna Expresso

Perfil

Revista de Imprensa

Mercado: Jorge Mendes já faturou quase €20 milhões em setembro

O empresário fez cinco negócios no espaço de um mês. Foram quatro jogadores portugueses e um argentino

Tribuna Expresso

Sam Bagnall - AMA

Partilhar

Tomando como base a média de 10% que o agente costuma receber, Jorge Mendes encaixou 19,7 milhões de euros pela venda de cinco jogadores, no último mês, de acordo com os jornais “A Bola” e “Jornal Económico”.

O mais recente negócio foi o de Rúben Dias, que veio mostrar que, apesar de a Covid-19 ter exposto muitas fragilidades no mundo do futebol, Jorge Mendes continua em alta e poderá mesmo ter reforçado a sua influência. Dias poderá ter sido “vítima” da saída precoce do Benfica da Liga dos Campeões, que obrigou o clube a vender. O negócio permitiu, ainda assim, ao clube da Luz, contratar o experiente Otamendi, aproveitando para dar uma das tão desejadas facadas no rival, neste caso, o FC Porto, onde o argentino jogou.

Só com os negócios Rúben Dias e Otamendi, de acordo com a rubrica “Economia da Bola”, Jorge Mendes poderá encaixar 8,3 milhões de euros. A estes negócios podem juntar-se os dois portugueses mais recentes do Wolverhampton FC, cliente habitual do empresário, Nelson Semedo (30 milhões de euros) e Fábio Silva (40 milhões de euros). Destas duas vendas prevê-se que o dono da Gestifute receba sete milhões de euros. Do Wolves saiu Diogo Jota, rumando ao campeão inglês Liverpool por 44,7 milhões de euros. Desse negócio poderão ter calhado a Jorge Mendes 4,4 milhões de euros.